IME - Clínica Cidadã

Saúde de qualidade ao alcance de todos!


DRA. JUSSARA MATSUDA

fundadora do IME - Clínica Cidadã

Jussara Mendes Lopes Matsuda, oftalmologista, criadora do IME – Clínica Cidadã, nasceu em Uberlândia (MG). Formou-se em Medicina pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia) em 1978 e mudou-se para Brasília (DF) onde iniciou residência no Hospital de Base (HBDF).

Em seguida, passou a integrar o corpo médico da clínica Dr. Cláudio Costa e, em 1983, assumiu a direção da unidade. De 1996 a 1998, atuou como médica voluntária, no atendimento à população sem recursos do Lago Paranoá, na capital federal.

jussara-matsuda

Ao retornar a Uberlândia, em 1999, percebeu que desejava criar um novo conceito de clínica, que proporcionasse medicina de qualidade à população de baixa renda, com consultas a preços acessíveis, sem taxas de adesão nem mensalidades e com atendimento de qualidade, com profissionais respeitados e equipamentos de ponta.

Inicialmente, atendeu centenas de crianças, de forma gratuita, em bairros periféricos do município. Começou a formar sua nova clientela entre familiares e parentes desses pequenos pacientes, cobrando valores acessíveis pelas consultas. Dessa forma, a médica fortaleceu a ideia de uma solução em saúde na qual as pessoas das classes menos favorecidas não precisassem enfrentar filas de espera, sofrer com procedimentos sem data ou corredores lotados.

Em 2001, fundou a primeira unidade do IME, na Avenida Getúlio Vargas, 521, Centro. Passou, então, a convidar colegas que atendiam em consultórios particulares para dedicarem algumas horas da semana ao atendimento por preço acessível às classes C e D.

Três anos mais tarde, concluiu pós-graduação em Gestão em Administração e Marketing em Sistemas de Saúde na Fundação para o Desenvolvimento das Artes e da Comunicação (Fundac), ligada à Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Na ocasião, desenvolveu uma monografia dedicada à ideia da Clínica Cidadã, aprimorando o modelo já em andamento.

Ainda em 2004, criou o projeto Pequenos Olhares, mantido financeiramente pelo IME. O objetivo era levar seu trabalho voluntário a escolas públicas, oferecendo consultas e óculos de graça. Em 2006, desenvolveu outra ação de responsabilidade social, por meio do Coral Pequeno Cidadão, criado e mantido pelo IME, para levar o universo da música para a vida de crianças com poucos recursos.

No mesmo ano, tornou-se finalista do Prêmio Empreendedor Social, da Fundação Schwab e Folha de S.Paulo (www.folha.com/empreendedorsocial), o maior concurso de empreendedorismo social da América Latina, e que lhe deu acesso à pioneira Rede Folha de Empreendedores Socioambientais.

A segunda unidade do IME foi montada em 2008, também em Uberlândia, na Rua Arthur Bernardes, 439, Martins, graças ao sucesso da primeira e pelo reinvestimento de parte dos lucros.

Em 2011, a médica venceu o Prêmio Empresário Herói, da FIEMG (Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais).  Em 2014, tornou-se finalista do desafio mundial Feedback Labs (www.changemakers.com/pt-br/completarociclo), do Changemakers (comunidade internacional de inovadores sociais), da Ashoka (www.ashoka.org), principal fomentadora mundial de empreendedores sociais inovadores.

Voltar      Home